Site Overlay

Fotos: Belém recebe turistas de Natal após calmaria da pandemia | Em Imagens Notícias


O negócio está se recuperando Belém depois de dois anos de crise durante a pandemia de coronavírus, animando o tradicional native de nascimento de Jesus antes do feriado de Natal.

Elias Arja, chefe da associação hoteleira de Belém, disse que os turistas estão ansiosos para visitar os locais religiosos da Terra Santa depois de sofrer com bloqueios e restrições de viagens nos últimos anos. Ele espera que a recuperação proceed no próximo ano.

“Esperamos que 2023 seja próspero e os negócios sejam excelentes porque o mundo inteiro, e especialmente os turistas religiosos cristãos, todos querem voltar à Terra Santa”, disse Arja, proprietário do Bethlehem Lodge.

Em um dia recente, dezenas de grupos de praticamente todos os continentes posaram para selfies em frente à Igreja da Natividade, construída na gruta onde os cristãos acreditam que Jesus nasceu. Uma árvore de Natal gigante brilhava na Praça da Manjedoura adjacente, e os turistas lotavam as lojas para comprar cruzes de madeira de oliveira e outras lembranças.

O Natal costuma ser a alta temporada do turismo em Belém, localizada no Cisjordânia ocupada por Israel apenas alguns quilômetros a sudeste de Jerusalém. Em tempos pré-pandêmicos, milhares de peregrinos e turistas de todo o mundo vieram comemorar.

Mas esses números despencaram durante a pandemia. Embora o turismo não tenha recuperado totalmente, as hordas de visitantes são uma melhoria bem-vinda e um sinal encorajador.

“A cidade se tornou uma cidade de fantasmas”, disse Saliba Nissan, ao lado de uma manjedoura de cerca de 1,3 m (4 pés) de largura dentro da Bethlehem New Retailer, a fábrica de madeira de oliveira que ele possui com seu irmão. A loja estava cheia de americanos em um passeio de ônibus.

Como os palestinos não têm aeroporto próprio, a maioria dos visitantes internacionais chega by way of Israel. O ministério do turismo israelense espera cerca de 120.000 turistas cristãos durante a semana do Natal.

Isso se compara ao recorde histórico de cerca de 150.000 visitantes em 2019, mas é muito melhor do que no ano passado, quando os céus do país estavam fechados para a maioria dos visitantes internacionais. Como fez no passado, o ministério planeja oferecer ônibus especiais entre Jerusalém e Belém na véspera de Natal para ajudar os visitantes a ir e vir.

“Se Deus quiser, voltaremos este ano para onde as coisas estavam antes do coronavírus e seremos ainda melhores”, disse a prefeita de Belém, Hanna Hanania.

Ele disse que cerca de 15.000 pessoas assistiram à recente iluminação da árvore de Natal de Belém, e que delegações internacionais, artistas e cantores devem participar das comemorações este ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − dezesseis =